terça-feira, 8 de novembro de 2011

TINTA L-324 POLAR SILVER


 Antes da recolocação definitiva do teto no fusca ....

... estamos tentando acertar a tonalidade da tinta para pintar a parte interna da grelha traseira, a parte interna das longarinas e a parte interna da lateral traseira.

A tinta foi feita baseada na fórmula original da glasurit (L-324, polar silver), porém, houve leve diferença na tonalidade da cor, ao compararmos com uma amostra que já havia sido feita pelo ex-proprietário do fusca, o amigo Augusto. Precisaremos refazer a tinta para acertarmos a correta tonalidade da tinta.

sábado, 1 de outubro de 2011

GARRAS DO PÁRA-CHOQUE

Será que algum dia ficará assim? Como nos velhos tempos? Bom, a esperança é a última que morre.

 Adquiri quatro garras (batentes) originais para o pára-choque do fusca.

Apesar de pequenos detalhes, o cromo está muito bom e todas as peças estão sem amassados ou riscos profundos. 

O logo VW aparece em todos os 4 (quatro) batentes. Peças genuínas, difíceis de achar.

Por sorte, as garras vieram com os parafusos originais Kamax. 

Acima, par das máquinas de vidro da porta do fusca. São peças extras que adquiri, para futuro uso no 56. O fusca veio com duas máquinas originais, uma datada de março de 1956 (mês de fabricação do fusca) e outra, também original, porém da década de 60. 

As máquinas do vidro são originais, com logo VW, nome do fabricante (Attlas) e mês/ano de fabricação (junho de 1956). 

As máquinas de vidro também estão com os parafusos originais Kamax.

sábado, 17 de setembro de 2011

RECOLOCANDO O TETO

 Começou o processo mais delicado da restauração: a volta do teto.

 O teto não será soldado ainda, porém está se analisando todos os detalhes que serão necessários fazer antes de soldá-lo no lugar.

 A parte interna da grelha será pintada na cor do veículo antes da colocação do teto.

 A maior dificuldade será alinhar, com perfeição, as calhas do teto.

 Ajustando a bananinha no lugar.

 De um lado, a bananinha encaixou perfeitamente; do outro, serão necessários ajustes.

 A grelha parafusada. Futuramente, virá a solda.

 Vista geral do veículo no estágio atual. O mestre funileiro ao fundo. Ele me dá muita segurança.

 Por falar em bananinhas, acima os indicadores de direção que serão instalados no fusca: novas, ainda na caixa,  nunca usadas, da marca SWF.

 O decalque da SWF na bobina da bananinha.

 Instalou-se também o condutor metálico do cabo do velocímetro.

 Vista geral do berço dianteiro do fusca.

Uma oficina não é só feita de carros; existem outros modos de inspirar-se. Afinal, ninguém é de ferro!

domingo, 28 de agosto de 2011

RETOMADA

 Depois de quase 2 meses parado, o funileiro retomou os trabalhos nessa semana.

Pouca coisa pode ser vista; alguns detalhes feitos na lateral direita. 

Como o carro foi virado, aproveitei para tirar uma foto da dianteira. 

Foram fechados os buracos da porta e o término da soldagem da longarina. Espero que de agora até o fim do ano eu consiga terminar a funilaria.

sábado, 9 de julho de 2011

QUADRO DO PÁRA-BRISA

O objetivo da restauração é deixar o carro mais próximo possível de sua originalidade.

 Trabalhando no quadro do pára-brisa.

 O funileiro e sua companheira inseparável, a solda.

 A solda esquenta o frio de Curitiba.

Vamos Rogério, trabalhe bastante para terminar logo esse fusca!

sábado, 2 de julho de 2011

SÁBADO, 02.07.2011

 Comprei essa semana um par novo do miolo da ventarola do fusca.

 Detalhe da peça.

 Funileiro encaixando o miolo no lugar.

 O novo miolo será soldado na porta.

 Comprei também novos parafusos das dobradiças de portas.

Os novos parafusos substituirão os que estão atualmente instalados no carro. São 16 no total.

 O funileiro começou a trabalhar na longarina do lado direito.

 Vista geral do teto do fusca. Estágio atual.

Folha externa do lado direito da porta já no lugar. Falta fechar os buracos dos frisos e o buraco próximo à maçaneta.


domingo, 26 de junho de 2011

SÁBADO 25.06.2011

 Etapa cumprida: longarina esquerda no lugar.

Furação da luz interna agora no lugar correto.

Folha da porta esquerda no lugar.

 Vista da lateral com a folha de porta já colocada.

Todos os buracos dos frisos fechados. Os novos buracos somente serão feitos no final da funilaria, quando o teto estiver instalado e a porta ajustada. O objetivo é permitir perfeito alinhamento entre os frisos da porta e os frisos da carroceria.

domingo, 19 de junho de 2011

MAIS UM SÁBADO

Normalmente vou todo sábado à oficina para ver o andamento do trabalho e "acertar" com o funileiro.
Combinei um sistema de diárias. Pago por dia trabalhado. Sai mais caro, porém, o funileiro sempre terá interesse em trabalhar no carro. Experiências anteriores não foram bem sucedidas, pois, com o valor fechado de orçamento, o meu 59 chegou a ficar 10 meses totalmente parado. Bom, algumas fotos do trabalho da semana.

A nova folha da porta do lado direito. Veio de São Bento-SC. Saiu 50% mais barata que a folha do lado esquerdo que comprei em Curitiba, mesmo com frete. Fabricante: IGP, igual ao do lado esquerdo.

O funileiro já instalou a folha externa da porta do lado esquerdo. Não está totalmente soldada ainda, pois ajustes posteriores serão necessários.

 Trocando a longarina do lado esquerdo. As longarinas são originais VW. Comprei dois pares pois a longarina de teto do oval é maior que as longarinas do pós-oval (vidro quadrado),

 Buraco da luz interna fechada.

Longarina teve de ser aumentada, pois, como disse, a longarina do oval é maior. Das quatro longarinas originais VW que comprei restarão apenas duas, que são as que estão sendo instaladas no fusca. São cerca de 10cm de diferença entre a longarina do oval e do vigia quadrado. Essa diferença de tamanho decorre do fato de o pára-brisa e vigia do oval serem menores que os do fusca com vigia quadrado, o que influencia na amplitude do teto.

Lateral já com a folha de porta no lugar.