sexta-feira, 20 de outubro de 2017

TETO SOLAR

O conjunto completo do teto solar foi todo desmontado. Os frisos polidos, parafusos galvanizados, trinco limpo, maçaneta cromada e demais partes pintadas (parte com pistola e parte com pintura eletrostática). É um processo bastante complexo, exigindo fotos prévias de tudo para depois poder montá-lo novamente.

Fechadura do teto solar.

 Feita pela empresa alemã Keiper (a mesma empresa que fabricou as máquinas do vidro).

Trinco datado de março de 1956;

Tentando entender o quebra-cabeça.

Colocando tudo na ordem correta para instalação no teto.

Parte frontal do teto solar.

Maçaneta interna do teto solar.

Foi cromada. Marca Golde.

Logo VW e part number na parte de trás da maçaneta.

Já instalado. Obviamente, ele precisará ser novamente retirado para colocação da forração. 

Vista panorâmica da estrutura do teto solar sobre o Fusca.

MÁQUINAS DE VIDRO

Máquina de vidro.

Com logo VW, feito pela alemã Keiper.

Ambas as máquinas datadas de 1956.

Ambas com logo VW.

domingo, 8 de outubro de 2017

TAPETES

Instalação dos tapetes, em número de 4 (quatro), encaixados nas presilhas do assoalho.

Todos são originais VW, com logo e fabricante alemão OK.

Logomarca da VW e número da peça estampada em todos os tapetes.

Detalhe do tapete instalado na parte de trás.

COIFA DA ALAVANCA DE CÂMBIO

Coifa da alavanca de câmbio.

Encaixando na rótula.

Já instalada.

BATENTE DE PORTA

Par de batentes de porta, modelo exclusivo do Fusca 1956.
 
Ambos originais VW, com part number e logo VW.

Detalhe da logomarca VW na peça.

Já instalado no carro.

quarta-feira, 4 de outubro de 2017

TRINCOS DAS MAÇANETAS INTERNAS

 
Trinco da maçaneta interna.

Ambos originais, com logo VW.

Já instalado na porta direita.

Detalhe da haste fixada junto à fechadura da porta.

Trinco instalado na porta esquerda.
 
Trinco original com parafusos originais (Kamax).

VELOCÍMETRO

Do velocímetro, primeiro foi instalada a moldura.

Depois o velocímetro propriamente dito.

Vista da parte de trás do velocímetro.

Também o tubo guia do cabo do velocímetro foi posto no lugar.

Fixado com um total de 3 (três) parafusos. Acima, imagem da parte de baixo do pára-lama.

terça-feira, 3 de outubro de 2017

CAIXA DE FUSÍVEIS

Caixa de fusíveis, em número de 4 (quatro), para ser instalada próximo do velocímetro. Essa caixa é original VW, como pode ser visto na logomarca da empresa na peça. O Fusca 56 possui duas caixas de fusíveis. Além dessa, há outra do lado esquerdo do tanque de combustível.

Detalhe do papel que indica as funções de cada fusível, escrito em alemão.

Já instalada no lugar. Essa caixa é fixada com apenas um parafuso central, do tipo rosca soberba, acompanhado de uma arruela. A cabeça do parafuso fica embaixo do painel, ou seja, ele é colocado de baixo para cima. O detalhe é que essa caixa de fusível não possui tampa.

O local da outra caixa de fusível, ao lado do tanque.
 
Essa caixa possui 2 (dois) fusíveis (para faróis) e é fixada com dois parafusos com cabeça do tipo fenda, duas arruelas e duas porcas.

A caixa menor, diferente da primeira, já é protegida por uma tampa.

CHAVE DE SETA

Detalhe da chave de seta instalada.

Detalhe da cobertura metálica que cobre o chicote.

CHAVE DO LIMPADOR DE PÁRA-BRISA E DO FAROL

Chave do farol.

Vista lateral da chave de farol.

Parte de trás da chave de farol: peça original, com logo VW e terminais de parafusos.

Chave do limpador de pára-brisa.

Terminais de parafuso.

Guarnições para fixação.

Já no lugar. Da esquerda para a direita: chave do farol e do limpador de pára-brisa.

Vista de trás das chaves instaladas.